O Grande Arranjo Milimétrico Latino-Americano - LLAMA, por sua sigla em inglês - é um empreendimento científico e tecnológico brasileiro e argentino cujo objetivo é a instalação e operação de um Radio Observatório capaz de obter observações astronômicas nos comprimentos de onda milimétricos e submilimétricos. O projeto é financiado pela Fundação de Amparo à  Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP), do Brasil, e pela Secretaría de Articulación Científico Tecnológica do Ministerio de Educación, Cultura, Ciencia y Tecnología da Argentina. No primeiro momento, uma antena de 12m de diâmetro será oferecida para as pesquisas, mas pretende-se que, no futuro, uma segunda antena seja instalada no local.

O LLAMA será instalado na Puna de Atacama, noroeste da Argentina, nas seguintes coordenadas geográficas: 66o 28' 29.4" W, -24o 11' 31.4" S. O sítio, denominado localmente de Alto Chorrillos, está localizado a uma altura de 4790 metros acima do nível do mar (masl) e a aproximadamente 180 km ao sudeste do Atacama Large Millimeter/Submillimeter Array (ALMA). Inclusive, o sí­tio selecionado para o LLAMA possui condições atmosféricas similares às do ALMA. Uma área de 400 hectares foi alocada para este projeto pelo Governo da província de Salta, a 20 km em linha reta do povoado de San Antonio de los Cobres (SAC, 3800 masl). Em SAC está sendo construí­do o prédio sede com laboratórios, escritórios e alojamento para prover a infraestrutura necessária para a operação remota da antena.

A antena do LLAMA está sendo construí­da pela Vertex AntennenTechnik GmbH e foi baseada no projeto desenvolvido para o ALMA. O refletor do radiotelescópio primário tem um diâmetro de 12m e, no momento da aceitação, a superfí­cie da antena deverá ter uma precisão rms de 25 microns, sendo a precisão de apontamento esperada de ao menos 2 segundos de arco. A antena possui foco Cassegrain e duas cabines Nasmyth, apresentando assim potencial para receber uma grande variedade de instrumentos periféricos. 

O radiotelescópio será equipado inicialmente com receptores similares aos do ALMA e, em particular das chamadas bandas 5 (157 - 212 GHz) e 9 (602 - 720 GHz). Inicialmente o instrumento irá funcionar como um telescópio single-dish, mas ele será utilizado como parte de redes de Interferometria de Base Muito Longa (VLBI em inglês). Essas redes podem incluir o ALMA, o Atacama Pathfinder Experiment (APEX), e o Atacama Submillimeter Telescope Experiment (ASTE). Deste modo, estima-se que será possível um aumento na resolução angular de pelo menos um fator 10 do atualmente obtido com ALMA. A expectativa é que o LLAMA também será parte do consórcio Event Horizon Telescope (EHT).



Vista de Alto Chorrillos, região onde será instalado o LLAMA.