Espanhol
 
English
 
 
Projeto
 
O projeto LLAMA é um emprendimento conjunto argentino-brasileiro, que objetiva a instalação e posta em marcha de uma antena de 12m de diâmetro no noroeste da Argentina, num sítio localizado a uma altura superior aos 4700 metros acima do nível do mar. O telescópio trabalhará na banda de frequências comprendida entre ν=90 GHz (λ=3,3 mm) e ν=700 GHz (λ=430 µm) e contará com receptores muito sensíveis e sistemas de mando, control e procesamento de dados. Apesar de que inicialmente o instrumento funcionaria como um telescópio independente, um dos objetivos deste projeto é que seja o primeiro elemento de uma série de antenas que conformarão a primeira rede interferométrica VLBI da América Latina. Com este Projeto binacional ambos os países estaríam se anticipando a uma futura expansão natural do interferômetro ALMA (Atacama Large Millimeter Array), que seria colocar antenas a distâncias maiores, num esquema semelhante ao do projeto SKA (Square Kilometre Array).
 
A construção de ALMA finalizará a finais de 2012. Ao fornecer as linhas de base mais extensas, LLAMA permitirá incrementar umas 10 vezes a resolução angular a ser atingida pelo interferômetro ALMA. Desta forma, poderá se estudar fontes não resolvidas por esse interferômetro, colocando à Argentina e ao Brasil numa posição vantajosa dentro da radioastronomia mundial.
 
Sendo um dos principais objetivos fazer interferometria com algumas antenas de ALMA, optou-se por um modelo de antena e receptores semelhantes aos do interferômetro da ESO. Isso simplifica enormemente a especificação do sistema. A antena será provista pelas mesmas firmas que estão construindo ALMA, reduzindo deste modo o preço final da mesma, por não ser requeridos investimentos necessários para um novo design, permitindo ao mesmo tempo contar con uma antena que tem incorporadas as melhoras dos protótipos testados no NRAO (National Radio Astronomy Observatory). Os receptores de LLAMA poderiam contar com a participação de especialistas de Argentina e Brasil, com o benefício da transferência de tecnologia de avançada, porque os instrumentos de observação usados em astronomia, são tecnologicamente muito complexos. Para seu design, construção, desenvolvimento e manutenção são necessários recursos humanos altamente especializados em diversos campos da engenharia e da computação. Estes recursos podem ser formados apropriadamente quando têm acesso direto ao desenvolvimento de um instrumento radioastronômico. Deste modo, o projeto LLAMA proporcionará a formação de recursos humanos (RRHH).
 
O projeto prevê uma etapa inicial que consiste na instalação de uma antena única onde, além dos aspectos científicos, permitirá conhecer mais sobre os problemas logísticos da operação de um observatório a grande altura, e gerar uma colaboração eficaz entre os radioastrônomos de ambos os países. En uma segunda fase, será adquirido equipamento para VLBI.
 
Instrumentos localizados em sítios como o proposto para o projeto LLAMA, são escassos no mundo, gerando entre os astrônomos do mundo inteiro uma concorrência pelo acesso a eles. Por esse motivo os projetos que requerem muitas horas de observação têm menos possibilidades de serem aprovados. Desta forma, LLAMA permitirá à comunidade astronômica argentina e brasileira, de ter acesso ao instrumento para desenvolver seus projetos.
 
Em definitiva, LLAMA permitirá o aperfeiçoamento de novos quadros de professionais diretamente relacionados com os diversos aspectos técnicos envolvidos num radiômetro como o proposto.
 

MINCYT    CONICET    IAR    IAFE    FAPESP    USP    IAG